Como configurar Apache, PHP e MySQL no OS X Yosemite

O Mac já traz o Apache e o PHP instalados nativamente. No entanto, ele não deixa o Apache rodando por padrão. Ao acessar o endereço http://localhost você não verá nada além de uma tela de erro.

Recorrer à programas como o MAMP pode ser uma boa opção. No entanto, não é necessário. Existem caminhos nativos para ter o Apache, PHP e MySQL rodando no OS X. Demorei um pouco para atingir as configurações ideias, mas consegui. Sem instalar nenhum pacote adicional, consegui deixar o Apache rodando com o PHP no meu Mac. Em seguida, instalei o pacote do MySQL, em sua versão mais atualizada. Compartilharei o processo inteiro nesta matéria. Usei o OS X 10.10 Yosemite para o processo, mas ele deve ser idêntico em versões anteriores.

Tópicos que serão explorados

  1. Configuração comleta do Apache
  2. PHP
  3. MySQL

Apache e PHP

Não existe interface gráfica para iniciar, encerrar ou reiniciar o processo do Apache. No entanto, o Apache já vem pré-configurado. E com uma ótima pré-configuração, eu diria. Mas ainda precisamos mexer um pouco nele. Vamos lá. Para inciar o Apache, digite, no seu Terminal:

sudo apachectl start

Ao digitar o endereço http://localhost, você verá a clássica mensagem "It works!", indicando que o Apache está rodando. Ele ainda precisa ser configurado, contudo. Vamos criar sua pasta pública?

Vá na sua pasta de usuários ("Partição do Sistema" > "Usuários" > "seu nome de usuário"). Crie, dentro dela, a pasta Sites.

pasta-sites

Note que, assim que a pasta for criada, este ícone customizado para ela aparecerá automaticamente.

Digite, em seu Terminal, sudo nano /etc/apache2/users/usuario.conf

Cole o código abaixo, trocando seu-nome-de-usuário pelo nome da sua pasta de usuário.

<Directory "/Users/seu-nome-de-usuário/Sites/">
AllowOverride All
Options Indexes MultiViews FollowSymLinks
Require all granted
</Directory>

O nome da minha pasta de usuário é bazaglia, como você pode notar na print.

Feche a janela com command + x e teclando "Y" para salvar, em seguida.

Digite, em seu Terminal, sudo nano /etc/apache2/httpd.conf.

Procure as linhas:

User www_
Group www_

E troque-as por:

User seu-nome-de-usuário
Group staff

Procure a linha:

DocumentRoot "/Library/WebServer/Documents"

E troque-a por:

DocumentRoot "/Users/seu-nome-de-usuário/Sites"

Por vim, verifique se todas as linhas abaixo estão descomentadas, isto é, sem um # no início.

LoadModule authz_core_module libexec/apache2/mod_authz_core.so
LoadModule authz_host_module libexec/apache2/mod_authz_host.so
LoadModule userdir_module libexec/apache2/mod_userdir.so
Include /private/etc/apache2/extra/httpd-userdir.conf
LoadModule rewrite_module libexec/apache2/mod_rewrite.so
LoadModule php5_module libexec/apache2/libphp5.so

Feche com command + x. Salve as mudanças.

Digite, agora, ainda dentro do Terminal, sudo /etc/apache2/extra/httpd-userdir.conf. Descomente a seguinte linha (removendo o #):

Include /private/etc/apache2/users/*.conf

Pronto! Por fim, reinicie o Apache.

sudo apachectl restart

A este ponto, seu Apache está configurado com o PHP. Vamos ao MySQL

MySQL

Baixe o arquivo .dmg de instalação do MySQL através do seu site oficial. O nome do arquivo no momento da publicação desta matéria é Mac OS X 10.9 (x86, 64-bit), DMG Archive. Se houver uma versão mais recente no site, baixe-a. Atente-se apenas para baixar a versão DMG, não a TAR.

Depois que você clica no arquivo, a página pedirá para você se logar ou criar uma conta. A dica de ouro é descer até o final e clicar na opção "No thanks, just start my download". Seu download será feito, assim, sem a necessidade de criação de uma nova conta.

Após o download, abra o .dmg e prossiga com o assistente de instalação dando um duplo clique no instalador. Prossiga com a instalação padrão.

Atenção no caso de erro: Caso a instalação padrão retorne em um erro, feche o instalador a abra-o novamente. Desta vez, vá na opção "Custom Install" e desmarque o item "Startup Item" dos pacotes que serão instalados. No momento de publicação desta matéria, este pacote possui um erro de sintaxe. A Oracle provavelmente o corrigirá em atualizações futuras. Até lá, o workaround é este.

Iniciando o MySQL:

Feito? Vamos iniciar o MySQL. Existem duas maneiras de fazer isso. A primeira é abrindo o aplicativo Preferências do Sistema e, na recém-criada opção MySQL, iniciar o processo.

A segunda opção é rodar o comando abaixo.

sudo /usr/local/mysql/support-files/mysql.server start

Verifique que o MySQL foi instalado com sucesso checando sua versão:

/usr/local/mysql/bin/mysql -v